Posts Tagged ‘dengue’

Sinceridade de mais, sinceridade de menos

4 abril, 2008

Fui cobrir um suposto caso de dengue em São José. O cara me jurou de pé junto que tava com a doença. Ficou cinco dias no Rio de Janeiro, voltou com febre, vômito, diarréia e dores fortes de cabeça. Já tinha até feito um exame no hospital e deu positivo, inclusive a Secretaria de Saúde tava indo na casa dele e tudo mais.

Pausa aqui.

Chegando à redação, liguei pra Vigilância Epidemiológica, que é quem cuida disso, pra confirmar o caso. A mulher ficou indignada.
– Meu deus, não acredito que ele disse isso! Mas hoje de manhã eu tive na casa dele e falei com todas as letras: o senhor não tem dengue, o exame do hospital já deu negativo, precisamos fazer o exame novamente, porque o senhor veio do Rio.

Voltando pro dengoso.

– Mas se o senhor tá com dengue e já deu confirmado no exame, por que a vigilância tá vindo aqui recolher amostra de sangue??
– Ah, é pra ver se eu tô com a dengue hemorrágica!

Olha a cara-de-pau do cidadão! Isso que a conversa se deu em pé, depois de ele descer as escadas todo serelepe. Até confesso que a aparência estava abatida.

Abre aspas: Na forma hemorrágica, os sintomas são semelhantes, mas a doença é muito mais grave, por causa das alterações da coagulação sanguínea. Pequenos vasos podem sangrar na pele e nos órgãos internos, surgindo hemorragias nasais, gengivais, urinárias, gastrointestinais ou uterinas. Como o leito dos capilares se dilata, a pressão arterial pode baixar, dando origem à tontura, queda, choque e, em raríssimos casos, à morte.

**** A propósito, hoje cobri uma passeata contra a dengue em Biguacity! Até o Aedes estava presente. Era num colégio do ensino fundamental ao médio. Os grandões do terceirão passaram a mão na mochila e caíram fora. Já os pequenos de sete anos não tiveram escapatória, ainda sobrou pra seis carregarem as letras: D E N G U E.
Falei com um dos que tiveram que ficar:
– E aí, animado com a passeata?
– Não! 
 
Herm�nio Nunes

Anúncios