O mundo é um ovo (de codorna)

Estava de férias, por isso o abandono. Mas no final da minha boa vida aconteceu uma que eu queria contar…

No aeroporto de Lisboa, pego o ônibus que leva os passageiros ao avião. O avião que, no caso, me traria de volta ao Brasil. Dentro do veículo o papo era sobre os pastéis de Belém. Afinal, a maioria carregava pastéizinhos para levar pra casa. 
Uma senhora perguntou se tinha perigo de estragar. Eu respondi que esperava que não, porque depois de chegar em São Paulo ainda teria que ir pra Florianópolis, só às 22h10! 
A mulher sorriu e disse que morou em Floripa até começo desse ano, quando foi morar em São Paulo com o filho caçula, porque ele  passou pra Medicina na USP e era muito novo pra ficar sozinho em Sampa. 
Liguei a feição da mulher, com o que ela me disse do filho, e perguntei o nome dele. Gente, ela era mãe de um garoto que entrevistei no começo desse ano. Haniel o nome dele e que com 16 anos passou pra Medicina na UFSC e na USP, sendo que aos 15 ele já tinha passado pra Medicina no vestibular por experiência da federal de SC. 
Agora alguém me diz, de que tamanho é esse mundo mesmo?

No aeroporto de Lisboa, pego o ônibus que leva os passageiros ao avião. O avião que, no caso, me traria de volta ao Brasil. Dentro do veículo o papo era sobre os pastéis de Belém. Afinal, a maioria carregava pastéizinhos para levar pra casa. 

Uma senhora perguntou se tinha perigo de estragar. Eu respondi que esperava que não, porque depois de chegar em São Paulo ainda teria que ir pra Florianópolis, só às 22h10! 

A mulher sorriu e disse que morou em Floripa até começo desse ano, quando foi morar em São Paulo com o filho caçula, porque ele  passou pra Medicina na USP e era muito novo pra ficar sozinho em Sampa. 

Liguei a feição da mulher, com o que ela me disse do filho, e perguntei o nome dele. Gente, ela era mãe de um garoto que entrevistei no começo desse ano. Haniel o nome dele e que com 16 anos passou pra Medicina na UFSC e na USP, sendo que aos 15 ele já tinha passado pra Medicina no vestibular por experiência da federal de SC. 

Agora alguém me diz, de que tamanho é esse mundo mesmo?

Anúncios

Tags: , ,

5 Respostas to “O mundo é um ovo (de codorna)”

  1. clarissaantunes Says:

    O mundo eu não sei… mas a cabeça do menino é grande hein?!

  2. Malu Says:

    Nossa, que coincidência! E você gostou de Portugal??? 🙂
    Bjs.

  3. Lu Says:

    quanta poeira nesse blog

  4. Renata Says:

    Bom dia, Júlia, tudo bem?!
    Você pode me passar um e-mail para contato?
    Fico no aguardo.

    Abraços.

  5. Alessandro Bonassoli Says:

    Depois que encontrei com um amigo de Florianópolis que não via há mais de 10 anos em meio ao Rock In Rio, tenho certeza de que o mundo é minúsculo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: